terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Nova fase, novas dúvidas

            Primeiro mês da faculdade de Jornalismo. Eu tinha todas as certezas do mundo em mim. Para um exercício em classe, algo sobre "por que escolhi jornalismo", em 3 de março de 2009, neste blog, escrevi o artigo Pensando Jornalismo:

            "O principal objetivo do Jornalismo é informar e essa é a forma de as pessoas saberem o que acontece no mundo. Ninguém poderia saber o que acontece em um lugar onde não está se não existisse a mídia para apurar e passar as informações mais importantes – de acordo com o que o veículo considera prioridade – para as outras pessoas. Uma boa maneira de se atualizar é lendo jornais como O Estado de São Paulo ou a Folha de São Paulo, por conter várias notícias em um lugar só.

            É sempre bom procurar várias fontes de informação, ao fazer isso descobrimos que se nos basearmos somente no jornalismo, por exemplo, da Rede Globo, corremos o risco de nos prender no ponto de vista do interesse deles. Não que seja exclusividade da emissora, mas ela joga com os fatos de acordo com o que quer passar para o público, principalmente em relação à política.

            Mesmo parecendo que fazer jornalismo é só resumir as notícias e apurar os fatos do nosso cotidiano, não é. É preciso ser muito imparcial, o que é muito difícil fazer por sermos todos humanos e querermos ter sempre opinião sobre tudo. Um fato sempre tem mais de um lado, às vezes, mais de dois, mas para fazer um bom jornalismo não devem existir interesses pessoais na notícia e que nem todos os cidadãos têm o mesmo ponto de vista que nós, tentar, ao máximo, passar a notícia por ela mesma."



            Hoje eu sou profissional da Comunicação, sou Jornalista. Acabo de saber que fui aprovada com nota 10 no meu Trabalho de Conclusão de Curso. Foi bem emocionante porque o ano todo foi deixado claro que era algo muito difícil, quase impossível, de se conseguir.

            E foi muito difícil mesmo, deu muito trabalho, horas e horas de pesquisas, aprendendo sobre o que não havíamos estudado, correção do próprio texto, reformulação de ideias, debates, aperfeiçoamento, brigas, madrugadas, sábados e domingos das 6h30 às 23h na frente do computador... 
            Até o dead line, corrigimos estruturas de texto. Foi muita dedicação. Um DEZ merecido!

            Descobri que a Comunicação é muito mais do que o Jornalismo em si. Estudei Comunicação Social, com ênfase em Jornalismo. Sou Jornalista, profissional da Comunicação.

            Eu poderia tentar refazer o exercício proposta em sala de aula, mas provavelmente responderia com uma citação.

            Sempre ouvi falar dele pela minha mãe. Essa frase foi epígrafe do meu TCC. Obrigada, Betinho, por me inspirar.

Viva a liberdade de expressão, a verdade, a ética, o novo, o inusitado, a História, as estórias... Viva a comunicação!

            Último mês da faculdade de Comunicação Social - Jornalismo. Eu não tenho nem noção do que é certo, que vai dar certo, mas agora tenho Ensino Superior Completo!

Preparada e determinada!

2 comentários:

Isaque Criscuolo disse...

Parabéns pela conquista, Gabriela! :)

Thamires Marinho disse...

OMG, deve ser uma sensação incrivel de ser formada! uma vitoria e tanto, porque não é fácil!

Parabéns! :)

 
Share |